A experiência do Nuno em Barcelona

Já há algum tempo que queria fazer voluntariado internacional e decidi juntar a essa experiência uma viagem de uma semana após o trabalho de voluntariado e por isso decidi ir para a Catalunha porque me pareceu o local ideal para a minha primeira viagem para o estrangeiro sozinho.

Cheguei a Barcelona dois dias antes do início do meu campo de voluntariado, para conhecer a cidade e visitar alguns amigos. Existem comboios diretos para a cidade onde fiquei durante duas semanas, Vilanova i La Geltru, e foi bastante fácil chegar ao nosso ponto de encontro.

Durante duas semanas, de segunda à sexta, tínhamos os pequenos almoços às 6h30min para depois seguirmos de autocarro para o local de trabalho, no outro lado da cidade. Eramos mais de uma dúzia de voluntário a dormir em quartos partilhados com boas condições e a comida era fornecida por uma empresa de catering, sendo que todos os dias diferentes voluntários eram responsáveis pelos lanches e pelo trabalho de cozinha e limpezas.

O trabalho realizava-se apenas durante as manhãs devido ao calor sendo que durante a tarde tínhamos tempo livre para ir para a praia, ao centro da cidade ou apenas descansar no relvado.

Apesar de ser um trabalho bastante cansativo todo o grupo estava sempre animado e mesmo nestes momentos criamos grandes memórias.

Na maioria dos dias tínhamos atividades ou workshops ao fim da tarde, todos bem organizados e que nos permitiu criar grandes momentos em grupo.

 

Um dos objetivos da organização era a nossa experiência pessoal e cultural pelo que tivemos vários dias repletos de atividades como uma caminhada num trilho até à cidade de Sitges, ida à Festa Major de Vilafranca de Penedés, visita ao Mosteiro de Montserrat, visita à cidade de Tarragona e muitas atividades culturais na cidade onde estávamos.

Após o término do trabalho segui por várias cidades em Espanha, terminando em Bilbau.

Realmente aconselho qualquer pessoa a fazer voluntariado internacional, sendo que em campos de voluntariado de curta duração se criam grandes amizades pelo facto de estarmos sempre em grupo, 24 horas por dia.

O ‘Para Onde’ foi uma grande ajuda para a organização da viagem e quiseram estar sempre a par do meu estado, muito obrigado!