A experiência da Mariana em Cabo Verde

O avião aterrou a quatro horas de casa, de Portugal, da Europa e do conforto que esta proporciona. A minha pátria é de facto, a língua Portuguesa e, Cabo Verde proporciona essa familiaridade que permite, por uns segundos, fechar os olhos e ser transportada para o aconchego do meu país, do meu primeiro mundo. Porém, a “ilusão” era curta e, rapidamente, me apercebia que estava num país que, apesar do elo histórico e linguístico, pouco tinha a ver com aquilo a que chamo casa.

Passei um mês em Cabo Verde, na ilha de São Vicente, a ensinar as crianças do Centro Juvenil da Ribeira da Craquinha. Romantizar aquilo que é o voluntariado internacional em África, aquilo que foi para mim, seria na minha opinião, uma perda de tempo. Foi um mês difícil. Porém, em retrospectiva, com um distanciamento de meses e quilómetros, esta experiência ensinou-me mais do que na altura realizei.

As aulas começavam às 9h, a chave para abrir o centro chegava às 9h30. Vinha com os compassos africanos, calmamente. As duas horas de trabalho da manhã eram, para mim, passadas com um aluno de 27 anos cujas dificuldades intelectuais não eram mais fortes que a vontade de prevalecer. À tarde, por duas horas com a professora Sara, dedicava-me às crianças do 1º e 3º ano. Cheios de perguntas, dúvidas, frustrações, abraços e carinhos. São os mais novos que mais nos abraçam enquanto voluntários, que nos fazem sentir em casa.

Contudo, após um mês longe de Portugal, de Lisboa, de amigos e família, percebi que a vida em Cabo Verde se desenrola de uma maneira diferente. Ou melhor, aceitei este facto, pois foi óbvio, desde início, que aqui os ritmos são diferentes, são africanos. O tempo permitiu aceitar, sem nunca deixar de ter os desafios que o tempo longe de casa oferece. Aceita-se que os cães, na rua, são de todos e de ninguém, que a água vem quando vier, que as crianças chegam quando chegarem, que, ali, longe do meu normal, os bebés adormecem ao som de funk brasileiro, que a diferença horária engloba também um mindset diferente.