Beatriz, Santo Antão 🇨🇻

Em setembro de 2019 cumpri um sonho antigo. Estive um mês em Cabo Verde, na ilha de Santo Antão a fazer voluntariado. Um mês que passou tão rápido que pareceram duas semanas.

Pedem-nos, no fim, para escrevermos sobre a nossa experiência. E estou a tentar, há semanas que estou a tentar. Mas sempre que escrevo tenho a sensação que nunca consigo transmitir verdadeiramente tudo aquilo que vivi e senti naqueles 30 dias.

Santo Antão é um lugar maravilhoso, simples e calmo que se entranha em nós: a ilha, a língua, a cultura, as pessoas. No primeiro dia senti-me logo em casa e quaisquer dúvidas que ainda pudesse ter desaparecem no momento em que cheguei.

O projeto que nos acolhe (Synergia Cabo Verde) desenvolve atividades com um grupo de crianças, mas também com um grupo de idosos e aos voluntários é dada toda a liberdade para participar e contribuir para o plano de atividades.

Os nossos dias eram então divididos entre o Centro de Dia e o “Espaço Jovem”. Em ambos os locais eramos sempre recebidas de braços abertos, tanto pelos idosos que estavam sempre dispostos a distribuir beijos e abraços como pelas crianças que tanto amor têm para oferecer. A verdade é que recebemos o dobro daquilo que damos.

A simplicidade de todas as coisas foi o que mais me surpreendeu. A facilidade com que estas pessoas se entregam é simplesmente indescritível. São pessoas que dão sem esperar nada em troca, que nos tratam como família, onde se criam laços fortes mesmo num período de tempo tão curto.

Se querem enveredar por uma experiência como esta, não pensem duas vezes, não se vão arrepender. O meu maior arrependimento foi não ter ficado mais tempo.