Ana, Zanzibar 🇹🇿

Fecho 2019 com chave-d’ouro: regresso de Zanzibar com o coração maior e absolutamente rendida à comunidade de Maungani, aos voluntários locais, às crianças, ao tempo que corre e não passa, à intensidade com que nos entregamos. Durante 3 semanas fui a Ana do mangrove, a Ana que atravessava a estrada movimentada para ir à loja da frente, a Madam Ana que ensinava inglês, a Ana que lavava a roupa e a loiça no alguidar comum, a Ana que comia small-mango embrenhada no mato, a Ana que gritava kila kitu fresh quando ouvia o seu nome exultado pelas crianças, sereno na voz das mulheres ou cúmplice no sorriso dos companheiros. Fui a Ana no seu estado mais puro e livre. Que experiência transformadora e inesquecível, asante sana!