A experiência da Ana Rita na Palestina

Após a minha primeira experiência de voluntariado internacional, não pude deixar de pensar em tudo o que dei e recebi naquele campo de refugiados! E passado um ano… aqui estou eu, mais uma vez, a praticar o bem!

Escolhi a Palestina para realizar atividades com cerca de 100 crianças num campo de férias! E vocês perguntam: A Palestina foi a tua primeira escolha? Não, a verdade é que não foi mesmo a minha primeira escolha, por razões que todos sabemos… MAS… porque não arriscar? Voluntariado é isso mesmo… ter um espírito aventureiro com uma enorme vontade de mudar o mundo!

Inicialmente fui com um pouco de receio… deixei para trás todas as minhas coisas, tudo aquilo que conhecia e mergulhei numa nova aventura que posso dizer com a máxima convicção que foi uma missão bem sucedida!

Todas as minhas dúvidas e receios ficaram para trás quando fui recebida por todas as crianças no campo de férias. Realizei diversas atividades, sendo que todas nós ficamos divididas por grupos, onde cada um ficou responsável por desenvolver dinâmicas relacionadas com o desenho, o teatro, o desporto, a cultura e o ambiente.

Durante duas semanas senti um “mix” de sentimentos que ainda hoje não consigo explicar… o medo esteve sempre presente, no entanto, quando todas nós vimos a felicidade de cada criança só por estarmos presentes, encheu o nosso coração! Elas gritavam pelos nossos nomes até nos alcançarem e só pelo facto de mudarmos a rotina de cada criança durante duas semanas, já valeu a pena sair do nosso habitat e conhecermos outra cultura!

Senti-me em casa! As famílias que viviam perto da nossa habitação temporária acolheram-nos como se fossemos filhas delas…senti que nos conheciam há muitos anos! Foi incrível!

Sem dúvida que através do voluntariado mudei a minha forma de pensar e ver o mundo… o mundo não é o que parece… e… TODOS nós somos capazes de o mudar! Depois de realizar duas experiências de voluntariado extraordinárias, posso dizer que me tornei numa pessoa melhor e com mais expectativas de vida! E por estas e outras razões aconselho vivamente a mergulharem em aventuras como esta! A verdade é que acabamos por dar mais valor à nossa vida e à dos outros!