Catarina, São Tomé e Príncipe 🇸🇹

Já voltei há 2 semanas de São Tomé e continuo sem palavras para esse mês tão especial! Julho, vais ficar para sempre na minha memória.

Comecei a tratar de tudo para embarcar nesta aventura em janeiro e desde o início que correu tudo bem! Todos da Para Onde? e da Kêlê foram super esclarecedores e ajudaram muito com todas as dúvidas e incertezas! Um obrigada nunca será suficiente às minhas queridas “mães” da Kêlê que assim que aterrei em São Tomé foram impecáveis e fizeram com que eu fizesse parte da família da roça Agostinho Neto e de Guadalupe.

Tivemos oportunidade de trabalhar com os miúdos quer na parte de apoio escolar, quer também em atividades extracurriculares e vê-los a brincar e a aprender deixa qualquer coração derretido!

Vou ficar para sempre agradecida pela oportunidade de ter vivido esta experiência, pelo quanto aprendi e pelo que sei que também lá deixei, por todos os amigos que fiz e pelo quanto cresci! Não houve um único momento em 31 dias que eu me sentisse triste, decepcionada ou cansada e a memória da felicidade constante é o que me alenta a alma até voltar!

Todas as atividades que preparamos com todos os miúdos, a forma como eles nos receberam e acolheram, as paisagens maravilhosas, o ritmo e as danças, as tardes e noites de convívio na roça, os sabores maravilhosos, as amizades que vão ficar, fizeram de São Tomé a minha Casa!

O regresso está para breve e sem dúvida que se é para voltar, é com a Kêlê, com a ajuda da Para Onde!