Inês, São Vicente 🇨🇻

Quando a Joana me pediu o testemunho da minha experiência em São Vicente, fiquei um pouco assustada porque não é fácil meter em palavras e num texto corrido tudo aquilo que vivi lá, tenho medo até de não me expressar bem. Eu embarquei nesta experiência numa altura da minha vida em que não me sentia bem comigo, e onde achei que precisava de sair por uns tempos, encontrar de novo a Inês que era, cheguei a São Vicente sem expetativas e sinceramente sem grande noção para onde ia.

Hoje São Vicente é família, quando me falavam de Cabo Verde sempre associavam a grandes praias, ao calor arrebatador, mas eu descobri que o melhor de Cabo Verde são as pessoas, a leveza e alegria de viver daquela gente é contagiante, por um momento eu esqueci a nossa pressa e ansiedade de viver e passei a aproveitar cada dia como se fosse o último, o amanhã é amanhã, vamos viver o hoje, e isso é de certo das melhores coisas que trouxe comigo.

Morabeza a palavra que não pode ser explicada é algo parecido com a nossa Saudade, algo que só pode ser sentido, um modo de vida, se é meu também é teu e se é teu é de todos nós, haverá sempre mais um lugar e caberá sempre mais alguém, algo parecido com a gentileza, mas muito mais forte, e eu sinto me uma sortuda por ter percebido o real significado desta palavra.

«Soncent ê special, ka tem ote igual»  já a Jenifer Solidade diz e tem toda a razão.