A experiência da Vera em Santo Antão, Cabo Verde

Ora.. vamos lá falar de uma das coisas que, para mim, fazia mais que sentido realizar na minha vida: era fazer voluntariado. Foram apenas 2 semanas, mas foram 2 semanas em que todos os dias foram intensos e todos eles vividos de forma especial. Eu tive a sorte de poder juntar duas das coisas que eu queria mesmo fazer: conhecer Cabo Verde e fazer voluntariado com crianças. Já faz algum tempo que esse desejo começou a estar presente na minha cabeça, mas nessa altura tudo parecia tão longínquo e impossível de ser realizado. Passou a ser um dos meus sonhos que eu queria mesmo realizar de qualquer forma e, essa oportunidade finalmente apareceu. Cabo Verde é um país encantador, com pessoas maravilhosas, bonitas e simples, lá elas fazem com que tudo pareça tão fácil. Foi uma viagem que me marcou, especialmente por me ter cruzado com pessoas tão boas, genuínas e com um coração de ouro. Já estava tudo a ser tão bom, até que conheci os idosos e as crianças que durante essas 2 semanas eu ia acompanhar e aí é que fiquei completamente apaixonada, gostava de os ter trazido a todos. Eu sou completamente apaixonada por crianças, porque para mim elas são a representação física do que eu entendo por amor e autenticidade. Elas são exactamente o que o mundo precisa, são portadoras de uma extrema sabedoria, mesmo sem saberem. Fizemos muitas actividades com os idosos e miúdos, foi uma experiência super positiva tanto para mim como para eles evidentemente, mas com isso sinto que aprimorei o meu lado criativo.

O facto de estar todos os dias com eles a brincar, fez-me reviver muitos momentos da minha infância e isso trouxe-me muita alegria. O impactante desta viagem foi ter-me permitido percepcionar o mundo de uma forma diferente, aquilo é uma realidade crua aos meus olhos, mas por outro é uma realidade que enche o coração e que me faz ter muita esperança no futuro. Trago muitas recordações no meu coração e muitas pessoas que fizeram os meus dias valerem a pena, e não trocava nada pelo que passei, foi incrível. Gostava que este testemunho não fosse apenas um testemunho, que pudesse servir para alguém que tenha este bichinho de fazer o bem sem saber a quem, que impulsionasse alguém a fazê-lo. Sinto que todos nós temos algo para partilhar, que todos somos missionários nesta vida, que estamos no mundo com um propósito e eu vou continuar a espalhar o meu por qualquer lado que passe.
Vera Costa, Cabo Verde 2019