Rute, Santo Antão 🇨🇻

Sobre Santo Antão… nem sei por onde começar. Tantas pessoas, tantas experiências e tantos sentimentos num mês. Quando decidi entrar nesta aventura do voluntariado não tinha a mais pequena ideia do que me esperava e agora, não tenho dúvidas que escolhi o melhor sítio para o fazer. 

Os dias em Porto Novo começavam pela manhã no centro de Dia do Alto de São Tomé, onde fazíamos várias atividades com os nossos queridos idosos. Estas pessoas, pessoas de Cabo Verde e não só, jogaram, cantaram, dançaram, pintaram, brincaram connosco e mostraram-me que, de facto, a idade é só um número. A energia que todos eles tinham quando nos recebiam com o “Bom dia! Tá boazinha?” e os seus abraços apertadinhos, assim como os beijinhos das despedidas e o “até amanhã, se Deus quiser”, são momentos que nunca me irei esquecer. Estes serão para sempre os meus avós de Sintaton. 

Ao final da tarde encontravamo-nos com os nossos pestinhas no Espaço Jovem. Os miúdos mais queridos e traquinas que fizeram do meu mês em Santo Antão, o mais feliz da minha vida. Com eles fizemos jogos tradicionais, vimos filmes da nossa infância, conversamos, aprendemos a dançar (ou pelo menos tentámos) e recebemos muito carinho. No final, acompanhavam-nos até à porta de casa e faziam de tudo para que ficássemos mais um bocadinho com eles. 

Entre as atividades, conhecemos pessoas, passeámos pela ilha e vivemos o São João em toda a sua essência. Desde os desfiles aos concertos e à dança tradicional Colá SonJon, passando pela chegada do Santo a Porto Novo, foi fantástico poder participar em tudo isto. Definitivamente, Junho foi uma ótima escolha. 

Claro que nada disto seria o mesmo sem o apoio da Matilde e da SYnergia Cabo Verde. A eles um obrigada por toda a energia que dedicam ao projeto e por o partilharem connosco. Obrigada também ao Eduardo, à Sofia, à Tita e à Paula, que me acompanharam nesta aventura e que a tornaram ainda mais gratificante. 

Sinceramente, sei que recebi muito mais do que dei. Não por não saber dar, mas porque eles sabem melhor que eu. A generosidade e a amabilidade são características das pessoas de Santo Antão, e é por esta razão que é tão difícil deixar esta ilha. 

Obrigada Sintaton, Rute