A experiência da Madalena no Luxemburgo

Aqui fica o testemunho da Madalena que ajudou a criar um jardim comunitário em conjunto com outros voluntários internacionais e refugiados residentes na cidade:

“Em termos de organização (que neste workcamp estava a cargo de EVS’s) foi excelente. Tivemos direito a um passe de transportes públicos em todo o país, comida deliciosa, preparada em conjunto com todos (e aqui tenho a dizer que foi maravilhoso conhecer a gastronomia Iraquiana e Afegã, e em termos de alojamento estávamos numa casa de escuteiros muito confortável e bem equipada.

No entanto, e como é comum, o que por marcar mais foram as pessoas e a própria beleza do Luxemburgo (as florestas neste país são incríveis). Trabalhar com refugiados fez me “humanizar” o conceito de refugiado. Isto é, deixou de ser algo que estava longe, e consequentemente era impessoal, para algo bem próximo, dentro da esfera pessoal. Sempre fui da opinião que é quase uma “obrigação moral” ajudar, mas nunca tinha de facto abraçado isso.

Estou a ficar sem ideias para “palavras” que possa escrever mais, mas penso que a melhor mensagem que trouxe comigo (já a tinha ouvido mas nunca a tinha vivido), é que no fim do dia, quando chegamos a cama, as únicas coisas que de facto interessam é ter um tecto, comida e amor para dar e receber.

(parece que estou a hiperbolizar os meus sentimentos mas tudo o que escrevi, senti)

Obrigada
Madalena”