Lua, Arraial d’Ajuda 🇧🇷

Embarquei nesta viagem às escuras e voltei cheia de luz. Na verdade, não existem palavras que consigam descrever tudo o que vivi em Arraial d’Ajuda.

Passei o meu dia de aniversário em viagem para poder chegar ao destino, que posso dizer, com toda a certeza, que marcou a minha vida.

Arraial é uma pequena vila cheia de energia. As pessoas são simpáticas, há felicidade em todos os cantos e tudo isto é contagiante. Eu fiquei um mês, que passou a correr, mas, ao mesmo tempo, com tudo o que lá vivi, pareceu uma vida inteira. Sinto que saí de lá com uma família.

A Associação Filhos do Céu acolheu-me com o maior carinho possível. Eu fiquei com a turma da manhã e da tarde dos 4 aos 6 anos, porque a professora estava de férias, mas há muitas outras turmas desde a creche até às oficinas dos adolescentes. Na sala de aula, normalmente, as crianças começavam por realizar uma atividade e depois podiam brincar à vontade.  Todos os dias acontecia algo diferente, sempre atividades a acontecer, passeios, aulas especiais, etc. Nem sempre é fácil lidar com crianças, mas todos os dias eu saía da associação com um sorriso na cara. Aquelas crianças cheias de energia deram-me muito, talvez até mais do que eu lhes dei e, por isso, estou-lhes eternamente grata.

Antes de entrar nesta aventura, li bastantes testemunhos e não conseguia compreender bem a típica frase “voltei com o coração cheio”. Para mim, era apenas algo que toda a gente dizia, mas agora sei que é um sentimento muito específico. Para o poderem sentir, aconselho que saiam da vossa zona de conforto, é espetacular.

Posso dizer que chorei quando cheguei a Portugal e que todos os dias sinto um aperto no coração. Foi uma experiência mais que incrível.

Obrigada a todas as pessoas que contribuíram para que esta viagem tivesse sido tão emocionante e obrigada à Para Onde? por proporcionar estas oportunidades únicas!