A experiência do Helton na Bélgica

Acabo de regressar de um período de 15 dias de voluntariado em Bruxelas, através da associação Para Onde. Durante este tempo organizei e participei em atividades com crianças desfavorecidas, filhas de imigrantes. Participei na organização de ateliers, aulas de dança, saídas e jogos pela cidade (parques, piscina, praia e museu) e de um workshop de Capoeira.

 

A minha experiência em Bruxelas foi um grande “mergulho” cultural que irá, com certeza, contribuir para a minha formação pessoal e que alimentou imenso a minha motivação para continuar a ser voluntário. Pude viver com pessoas voluntárias provenientes de países e culturas diferentes, o que acabou por colocar à prova a minha capacidade de adaptação, tolerância e flexibilidade. Para além disso, partilhamos momentos bastante agradáveis, incluindo um “jantar multi-cultural” e um passeio pela cidade utilizando bicicletas providenciadas pela associação de acolhimento (o que foi uma experiência bastante engraçada).

A nível burocrático não tive qualquer problema, os membros das associações, tanto de envio (Para Onde) como de acolhimento, foram sempre simpáticos e disponíveis e o programa correspondeu ao que foi comunicado na Folha de Informação.

Para além de ter adorado a alegria e simplicidade das crianças, apreciei imenso a forma de trabalhar dos coordenadores permanentes da instituição de acolhimento. Todos os voluntários tiveram a oportunidade de dar a sua opinião e o seu contributo em todas as actividades desenvolvidas e o dias terminaram, na maioria das vezes, com uma avaliação. Estou feliz por ter embarcado nesta aventura sobretudo porque parti com a certeza de que contribui para a felicidade daquelas crianças, mesmo que durante apenas 15 dias.

Por fim, aproveito para agradecer aos membros da Para Onde por todo o apoio e simpatia.

Obrigado,
Helton Sanches