Momentos de Empatia

Os Momentos de Empatia são eventos pontuais que organizamos, focados na sensibilização e celebração da diversidade e na promoção da colaboração entre todos. Ao longo dos meses, em parceria com diversos projetos sociais e outras entidades, vamos realizar diversas ações, tais como workshops educativos, iniciativas de voluntariado e eventos multiculturais, subordinados a determinados
temas sociais e culturais. O grande objetivo é promover os valores globais da inclusão social, da cadeia de boas acções e da valorização do outro. Contamos contigo para participar nestes momentos e nos ajudares a que sejam um sucesso – é a presença de cada um de nós que traz à mesa novas visões do mundo e nos amplia o universo, enriquecendo a entidade de todos. Contamos contigo?
Dia das Boas Ações 2018
No próximo dia 15 de Abril, vamos celebrar o Dia das Boas Ações em Portugal! Este dia é um movimento global de voluntariado que convoca cada um de nós a fazer o bem e a espalhá-lo pelo mundo. Existe em mais de 90 países e conta com mais de 20.000 iniciativas e mais de 2,5 milhões de voluntários. Queres ser um deles?
O grande objetivo desta data é despertar o envolvimento das pessoas em várias causas sociais, promovendo os valores da inclusão, da cooperação e de comunidade. Junta-te ao movimento!
Contamos contigo para organizar uma iniciativa junto da tua comunidade! Pode ser algo simples, pode envolver 10, 50 ou 100 pessoas, o importante é realmente despertar a consciência para uma causa junto dos participantes.
Não queremos que te faltem ideias: podes organizar uma sessão de reciclagem no teu bairro, juntar um grupo de amigos e darem uma volta de bicicleta pela cidade para promover a mobilidade sem carros, podes organizar uma limpeza de praia ou uma iniciativa de replantação de árvores. Organiza um workshop de yoga gratuito ou de língua gestual, falando com os centros na tua área de residência, faz companhia a idosos num lar enquanto lhes contas histórias, ou organizar um teatro participativo com crianças desfavorecidas. Podes também ajudar na pintura de um espaço comunitário, ou organizar uma aula de dança para imigrantes. Não há limites!
Este dia é o dia perfeito para envolveres os teus amigos, família, colegas e conheceres gente nova, enquanto promoves a mudança, o conhecimento do outro e o bem-estar social e do planeta! Que nada limite a tua vontade de fazer acontecer!
Caso queiras organizar uma iniciativa a ter lugar neste dia, escreve-nos um e-mail e damos-te todo o apoio na implementação e divulgação! Vamos a isto? Sabe tudo nesta página!
refugio-cultural

Passados
Evento: Refúgio Cultural

No dia 28 de Outubro de 2017, o “Para Onde?” organizou um evento no espaço Anjos70, denominado “Refúgio Cultural”. Durante o dia de sábado, juntámos vários projetos de refugiados residentes na região de Lisboa que se deram a conhecer às cerca de 250 pessoas que nos visitaram durante o dia.Contámos com a presença do projeto Tayybeh, um grupo de 3 mulheres sírias que cozinham pratos deliciosos, do projeto Amal Soap, uma família síria que está a produzir sabonetes com a receita original de Aleppo, do projeto Mãos Árabes, um grupo de sírios que fazem tatuagens de henna, caligrafia árabe e peças em lã, do projeto Marhaba, composto por uma equipa da Síria e outra da Eritreia que cozinham pratos tradicionais saborosos e, por fim, com 2 alfaiates sírios acabados de chegar a Portugal.

Para além disso, organizámos 4 aulas de introdução à língua árabe e 4 workshops de

cozinha (pratos e biscoitos sírios e pratos da Eritreia), 2 espectáculos de dança árabe e 3 exposições fotográficas (A Route to Connect, Proactiva Open Arms e Joel Bergner).A Time Out fez uma reportagem de duas páginas sobre o evento para a revista e também publicou um artigo online e não podíamos estar mais contentes!

Mas o que realmente provou o sucesso do evento foi o facto de termos feito exactamente aquilo de que mais gostamos: juntámos pessoas diferentes num mesmo espaço para partilharmos aquilo que sabemos, aprendermos o que os outros sabem e, assim, crescermos juntos. E, também, o facto de termos recebido uma mensagem de agradecimento de uma criança refugiada que vive em Portugal há menos de 1 ano que nos disse que este foi um dos dias mais felizes desde que chegou. Sem dúvida, a repetir!