Month: December 2018

A experiência da Inês na Guiné-Bissau

Receber alguém que sabemos que só fica um mês como se ficasse para sempre era uma coisa que nunca me tinha passado pela cabeça, nem nunca pensei que fosse possível. Logo aqui estava enganada (para acrescentar a tantas outras coisas que me apercebi que estava redondamente enganada).  Fui recebida como se ficasse para sempre. Eu… Read more »

Sabe +